29 de junho de 2012

ALEXANDRE ASSALY - BRASIL




Alexandre Assaly nasceu em São Paulo, cidade onde vive e trabalha.
É bacharel em Artes Plásticas pela FAAP – São Paulo.
A assemblagem é uma técnica presente nos trabalhos do artista, focado em transformar e construir, sejam ambientes e imagens pictóricas pelos trabalhos com papéis, sejam instalações feitas com a colagem de fragmentos de móveis
Seu olhar reside nos objetos de mobiliário: no ornamento, no antigo, na memória absorvida ao longo dos anos, na memória do desconhecido.
Interessado em tranformar aquilo que o rodeia em beleza, em trabalhos que agradam o olhar.
Desse modo os trabalhos do artista são representativos e ilustrativos de como a arte contemporânea se apropia da vida pós-moderna, retirando dela sua própia matéria e inspiração.



Alexandre Assaly é um artista plástico originário da cidade de São Paulo. Nascido
em 1982, o artista é bacharel em Artes Plásticas pela FAAP. Alexandre é conhecido
por usar materiais que vão para o lixo, como caixas de perfume, cremes e bebidas e

tranformá-las em arte.




Sua principal técnica é a assemblagem, presente em grande parte de suas obras. A

técnica consiste em criar colagens com objetos e materiais tridimensionais e se
baseia no princípio de que todo e qualquer material pode ser incorporado a uma
obra de arte.
O foco de Alexandre é transformar e construir. O seu material de preferência são
fragmentos de móveis. O motivo? O artista se diz fascinado com as histórias e
memórias que aqueles móveis abandonados carregam. Referência no cenário de
arte contemporânea no Brasil, Alexandre diz inspirar-se com a vida e cita a poluição
visual de São Paulo como sendo uma de suas maiores inspirações e motivações.
Assaly já ganhou alguns prêmios e participou de várias exibições como o Projeto
Rabbit, a mostra Integração e o mais recente, Code +55 Brazilian Art Now, realizado
em Hong Kong.
Em resumo, a arte de Alexandre é uma representação da vida pós-moderna, desde
sua fonte de inspiração até os materiais que a constituem.





EXHIBITIONS \ AWARDS

2012
· Code +55 Brazilian Art Now
Fabrik Contemporary Art
Hong Kong
· Projeto Rabbit
· Coletivo Amor de Madre /
Friends With You

2011
· Design SP - Oca
Parque Ibirapuera
· Residência Artística
Projeto Integração SP - Quebéc
· Projeto Integração Sesc Pinheiros

2007
· Salão Santo André
Prêmio Estímulo
· Bolsa Fundação Iberê Camargo
· Trajetos MAB | FAAP
2006
· Projeto Tripé Sesc Pompéia

2005
· 37° Anual de Arte | FAAP
2004
· São Paulo Multiplas Perspectivas
MAB FAAP
· Anita Malfatti | FAAP
· Casa dos Doces | Unicamp





negativos I  2015   31 x 21 cm collage om paper



Negativos II  2015  collage on paper 40 x 40 cm




Negativos V  2015  collage on paper 23 x 21 cm




 
Negativos VI  2015  collage on paper  83 x 124 cm



O Corcunda de Notre Dame   2015   collage on paper  46 x 52 cm





PARAÍSO  collage on paper 2012 100 x 100 cm



O FUGITIVO
Documentos em Branco Series  collage on paper 2014  125 x 140 cm





IEMANJÁ 2012 collage on paper  45 x 34 cm




SÃO JORGE collage on paper  2012   45 x 34 cm



Coração Sagrado  2012  collage on paper  60 x 78  cm



AUSTRALIA   collage and watercolor on paper   2013   30 x 40 cm



Expoente da nova geração de artistas plásticos brasileiros, o paulista Alexandre Assaly transforma aquilo que o rodeia em beleza e o decriptografa em obras que agradam o olhar. Suas colagens e instalações buscam a transformação e a (re-)construção – sejam ambientes e imagens pictóricas pelos trabalhos com papéis, sejam instalações feitas com a colagem de fragmentos da irrealidade quotidiana e de móveis. Seu olhar reside nos objetos de mobiliário: no ornamento, no antigo, na memória absorvida ao longo dos anos, na memória do desconhecido. Sua obra é representativa e ilustrativa de como a arte contemporânea se apropria da vida pós-moderna, retirando dela sua própia matéria e inspiração. O trabalho de Alexandre Assaly e de outros artistas desse movimento pode ser visto na Mostra Monstera Deliciosa na Galeria PROTOTYP& em São Paulo ate o dia 1 de novembro.
by pontilhista




NOVO MUNDO  collage, acrylic and watercolor on paper  2013   60 x 90 cm



Colcha de Retalhos  2012  collage on paper  4 panels of 70 x 100 cm



Tecido II  2011  collage on paper  2 panels of 78 x 114 cm



tecido I  2011  collage on paper  3 panels of 70 x 100 cm



Home  2010  collage on paper 135 x 80 cm




The Future   2010  collage on paper  157 x 70 cm






Cubo Mágico  2011  collage on paper  216 x 80 cm







ECLIPSE   collage on paper   2011  27 x 37 cm



Artistas da jovem guarda brasileira participam de um intercâmbio artístico com o Canadá em INTEGR(AÇÃO) projeto do Sesc Pinheiros que abre nessa quarta-feira (13.04), em São Paulo. A mostra promove um encontro entre artistas das cidades de São Paulo e de Québec; são 28 artistas, 14 brasileiros e 14 canadenses, que vão trocar experiências em residências artísticas – canadenses aqui, brasileiros lá. O work in progress envolve instalações, fotografias, performances e outras linguagens artísticas. E o público poderá acompanhar todo o processo de criação das obras e montagem da exposição.
Da turma brasileira, RG destaca o trabalho de Alexandre Assaly, jovem artista plástico paulistano que mostra sua verve em colagens ultrapop, em grandes dimensões. Um relicário de texturas, cores e imagens garimpadas em recortes de revistas, caixas da Tiffany, embalagens de pasta de dente… Miscelânea típica desses tempos em que tudo é over, tudo é muito, a vida é colagem e os sentidos andam exaustos.




eva janeiro 2015



adão dezembro 2014



costela de adão outubro 2014



o fugitivo setembro 2014





MAPA MUNDI  collage on paper   2008   150 x 200 cm

SÃO PAULO   collage on paper   2008  100 x 150 cm



BRASIL  collage on paper   2008 80 x 100 cm


PSY DIAMONDS   collage on paper   2008   20 x 28 cm


DIAMONDS   collage on paper   2008 28 x 19 cm
A CONSCIÊNCIA SEMPRE CHEGA CEDO
collage on paper 2009 35 x 60 cm






Artistas da jovem guarda brasileira participam de um intercâmbio artístico com o Canadá em INTEGR(AÇÃO) projeto do Sesc Pinheiros que abre nessa quarta-feira (13.04), em São Paulo. A mostra promove um encontro entre artistas das cidades de São Paulo e de Québec; são 28 artistas, 14 brasileiros e 14 canadenses, que vão trocar experiências em residências artísticas – canadenses aqui, brasileiros lá. O work in progress envolve instalações, fotografias, performances e outras linguagens artísticas. E o público poderá acompanhar todo o processo de criação das obras e montagem da exposição.
Da turma brasileira, RG destaca o trabalho de Alexandre Assaly, jovem artista plástico paulistano que mostra sua verve em colagens ultrapop, em grandes dimensões. Um relicário de texturas, cores e imagens garimpadas em recortes de revistas, caixas da Tiffany, embalagens de pasta de dente… Miscelânea típica desses tempos em que tudo é over, tudo é muito, a vida é colagem e os sentidos andam exaustos.







May 15, 2012 - Jun 16, 2012 
Venue(s)  Fabrik Contemporary Art (Hongkong, China)

Artist(s) Alexandre Assaly, Rodrigo Maltchique Braga, Nino Cais, Bruno Lyra, MVAT, Felipe Nuno, Rafael Santacosta 
Organizer(s) Fabrik Contemporary Art (Hongkong, China
EXHIBITION SYNOPSIS
About Code + 55 Brazilian Art Now
In the last two years Tate Modern in London had its own (Cildo Meireles, Beatriz Milhazes and OSGEMEOS), MoMa in New York (Carlito Carvalhosa and Jac Leirner), the Maison Européenne de la Photografie in Paris is currently presenting a survey of Brazilian photography, followed by Berlin and Rome. In the summer of 2012, Somerset House in London will feature art and design from Brazil through a range of exhibitions and displays across the site. It seems like the perfect timing for the nation who will be hosting the upcoming World Cup in 2014 and anticipating the Olympic Games in 2016 in Rio.
“Among the BRIC countries, nobody talks about Brazilian art until recently. NOW is the time the world recognizes it especially in Asia. The substantial amount of artwork being delivered each day sums up to impressive figures seducing several different museums and institutions around the globe, eager to present Brazilian names and be a part of the movement. It is a market you simply cannot ignore”, says director Jurgen Abergas.
Back in Hong Kong, FABRIK joins forces with São Paulo art label Projeto Rabbit featuring an exhibition of 7 bright and most talked about Brazilian artists hailing from different cities. The collaboration will showcase a thorough selection of works exploring various platforms such as painting, collage, photography, installation and digital art. The exhibition proposes an interesting mix of young artists along a more established set, ranging from different scales and different cities (living in São Paulo, Rio de Janeiro, Montréal and Amsterdam), perspectives and points of view.
The exhibition will open on May 15, coinciding with the ARTHK 2012, and will run until June 16.





www.alexandreassaly.com

info@alexandreassaly.com

ideiasderua0@gmail.com



























Sem comentários:

Enviar um comentário