27 de março de 2017

CLAUDIO ETHOS-STREET ART - BRASIL


Nascido em São Matheus (São Paulo), Ethos pinta nas ruas desde 1996. No início de sua trajetória, passou por algumas crews como TNB, ADR e 100 RUMO. Atualmente tem focado seu trabalho em figuras humanas e esporadicamente pinta letras. No início dos anos 2000 mudou-se para o interior do estado onde se aprofundou em um estilo que envolvem  personagens, dedicando-se quase que exclusivamente as suas figuras.
No início, Ethos era formado por dois integrantes que assinavam a mesma sigla. Alguns anos depois a dupla se separou, e o nome Ethos continuou sendo representado por apenas uma pessoa. À partir de 2007, Ethos começou a participar de festivais internacionais na Itália, França, Alemanha, Holanda e e outros países da Europa. Atualmente vive e trabalha em São Paulo.

Claudio Ethos é um artista muralístico brasileiro também conhecido por suas incríveis habilidades com a caneta esferográfica. Seu trabalho é muitas vezes manipulação retorcida de imagens e paisagens com tendências abstratas que exploram o lado mais espiritual do processo artístico.
Ethos nasceu com o nome Claudio Rafael em 1982 em São Paulo, Brasil - e foi um dos 14 irmãos. Embora ele tenha estudado por 2 anos em uma faculdade de artes visuais, Claudio nunca terminou o curso, porque ele achou tão chato que ele deixou uma educação formal para simplesmente trabalhar em arte que ele julgava emocionante.
Ethos tem se interessado em graffiti desde os anos 90. Ele foi cercado por Pichacao e começou a pintar em spray aos 15 anos, no final dos anos 90, em uma pequena cidade de São Paulo, chamada Birigui. Seu estilo é tão único que pode ser facilmente distinguido em um piscar de olhos. Seus murais foram a razão pela qual muitos dos artistas contemporâneos tradicionais deram uma segunda olhada na arte de rua. Usando uma paleta de cores mínima - ele cria esses murais surreal grande escala que não só conquistou o seu país, que é preenchido com muitas figuras artísticas da rua conhecida, mas Claudio também capturou os olhos de muitos ao redor do mundo.
Como ele gosta de dizer, seus personagens tentam retratar estados emocionais e espirituais porque não há definições precisas para tantas dessas sensações - eles simplesmente aparecem e ele apenas tenta traduzir essas coisas que são capturadas somente pela intuição.
Sua técnica primeiro envolve trabalhar em livros de esboço e em telas com uma caneta esferográfica, apenas para traduzir os desenhos meticulosos sobre o concreto para que todos possam ver. Mapeando narrativas, Ethos retrata personagens encontrados em toda a cidade; Eles estão muitas vezes ansiosos, lutando através de uma megalópole apertada, concreto, mas perseverante, no entanto. É óbvio que sua inspiração está enraizada nas ruas e gerada pela experiência, sonhos e memória.
Ethos foi muito influenciado pelos escritores de renome da cena brasileira: Os Gemeos, Vitche, Onesto, Herbert Baglione ... Mas, seu estilo tomou seu próprio estado e singular gênese.
Ele prefere trabalhar com dimensões próximas a três metros e sente que produzir arte para galerias é um tipo de comunicação completamente diferente, e se sente como se fosse muito jovem para a cena da galeria. A Ethos já teve cinco exposições individuais até hoje, mas ainda se sente um tanto restrito pelo espaço de uma galeria e é muito tímido sobre o fato de ter exibido na Itália, França, Holanda, Áustria, Estados Unidos e Paraguai.
Claudio Ethos vive atualmente entre São Paulo e Los Angeles.
BY WIDEWALLS






















































































Sem comentários:

Enviar um comentário