29 de junho de 2017

SÓNIA FIGUEIREDO - FOTOGRAFIA - BRASIL



stepps 2015


stepps 2015


fulô da pedra e detalhes 2013


fulô da pedra e detalhes 2013


fulô da pedra e detalhes 2013


fulô da pedra e detalhes 2013


fulô da pedra e detalhes 2013


fulô da pedra e detalhes 2013


fulô da pedra e detalhes 2013


A exposição "TRAÇOS" estará patente até o dia 25 de Junho, na Galeria de Arte da Fundação Marquês de Pombal, Palácio dos Aciprestes, em Linda-a-Velha.

"O trabalho de Sonia Figueiredo e Carlos Almeida, regista em imagens, de forma poética e com um enorme humanismo, questões profundas do dia a dia de uma comunidade que nesse quotidiano, mais não pretende que o enraizamento e a integração.
A realidade da Quinta do Mocho, tal como de outros bairros sociais, procura, ultrapassando modelos urbanos e pré-conceitos culturais, a resposta que vai para além da atribuição de um tecto sob o qual viver, a ambição maior que é a construção de um lar, laços de vizinhança ou o vínculo ao lugar.
O objectivo da autarquia de, com as associações e membros da comunidade, buscar elos de integração a partir de elementos, à partida “marginais” como a arte urbana, para contornar questões vivenciais que o modelo de realojamento não resolveu e, nalguns casos, até criou, foi uma aposta de tal forma bem conseguida que tem atraído criadores de outras artes e residentes de fora do Bairro.
O trabalho de recolha brilhantemente documentado por estes dois fotógrafos, dá um contributo fundamental para demonstrar que há formas, senão de resolver as questões de fundo que extravasam aquela comunidade ou realidade, pelo menos de localmente as mitigar, dando aos residentes uma autoestima e um orgulho em torno de um bem comum que é, finalmente, partilhado como uma referência cultural reconhecida.
Encontramos aqui, registada e ampliada pela fotografia, uma mais-valia cultural, da qual os residentes se tornam protagonistas e ao mesmo tempo fieis-depositários. Assimilando referências enquanto população, e em relação ao lugar, e finalmente lhes dá, mais que essa noção de território comum, através da Arte, o verdadeiro sentido da Cidadania."

Luis Pereira





















































Sem comentários:

Enviar um comentário